quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

As casas com blindex são mais charmosas e elegantes...


Vistos desse ângulo, os blocos superiores parecem flutuar. Com a formação do paisagismo, o pátio terá mais privacidade
Vistos desse ângulo, os blocos superiores parecem flutuar. Com a formação do paisagismo, o pátio terá mais privacidade
Desenho escalonado ajusta casa ao lote
Com programa bastante extenso, a residência projetada por Márcio Porto ocupa quase a totalidade do terreno em um condomínio em São Paulo. Apesar da relação densa, a casa é vazada e transparente, com farta iluminação natural. Para alcançar esse resultado, o arquiteto combinou a planta em L com a distribuição em três níveis, recursos que adaptaram a construção à aclividade do lote e ainda asseguraram o melhor aproveitamento do espaço.
O terreno em aclive, de esquina e com formato trapezoidal foi o principal condicionador do projeto desta residência localizada em um condomínio de São Paulo.
Seu programa extenso já incluía aspectos como a menor quantidade possível de desníveis, ambientes com muita luz natural e amplos espaços dedicados ao lazer.
A equação foi solucionada a partir da implantação. Acomodada no terreno sem significativas movimentações de terra, a casa apresenta três níveis que se diferenciam pelo uso: chegada, setores sociais e ala íntima.
A planta em formato de L também ajudou a encaixar a construção no lote e ainda colocou os principais ambientes voltados para o pátio de convivência na parte posterior, área que também corresponde ao ponto de melhor insolação.
O volume sobre o vazio parece estar pendurado na caixa superior
O volume sobre o vazio parece estar pendurado na caixa superior
A construção em três níveis acomoda-se naturalmente ao terreno em aclive
A construção em três níveis acomoda-se naturalmente ao terreno em aclive
Grandes fechamentos de vidro dão mais leveza aos volumes
Grandes fechamentos de vidro dão mais leveza aos volumes
Com estrutura de concreto, a casa apresenta volumetria que suaviza suas grandes dimensões por meio de amplos panos de vidro e balanços resultantes da sobreposição de blocos de diferentes tamanhos.
No nível mais baixo, parte da área é reservada para acesso e garagem, criando o vazio sob o volume que parece estar pendurado na caixa superior.
Entre o pátio de convivência e a calçada lateral existe um trecho em talude, pertencente ao condomínio, que recebeu o mesmo projeto paisagístico dado à residência.
“Quando o paisagismo estiver formado vai surgir ali um espaço muito agradável”, detalha Márcio Porto, autor do projeto.
Vistos desse ponto lateral, os dois volumes superiores da construção parecem flutuar. O vértice do L é ocupado pelo átrio de entrada e pela caixa de circulação vertical.
Com pé-direito duplo, esse espaço conecta os planos e níveis da casa e chama a atenção pela plasticidade da escada vazada e da passarela que interliga os dois blocos superiores e também pela farta luminosidade natural que incide através da grande porta de vidro e da claraboia.
O desenho da escada reserva um vazio onde no futuro poderá ser instalado um elevador cilíndrico a vácuo.
Piscina
Encostada no muro de arrimo lateral, a piscina está interligada à sauna por uma conexão submersa
Encostada no muro de arrimo lateral, a piscina está interligada à sauna por uma conexão submersa
O desenho em L deu posição privilegiada ao pátio de convivência
O desenho em L deu posição privilegiada ao pátio de convivência
“Os clientes decidiram construir esta casa para ter opções de lazer nos finais de semana sem precisar viajar”, detalha o arquiteto. Assim, espaços sociais e de lazer foram projetados para uso intenso.
Com formas irregulares, a área do pátio foi bem aproveitada, com o muro de arrimo lateral fazendo também o papel de uma das paredes da piscina.
Uma pequena raia ganha prolongamento até o interior da sauna, promovendo a ligação submersa entre os dois equipamentos. Funcional, a cozinha está voltada para a piscina, assim como as quatro suítes que compõem a ala íntima.
O arquiteto especificou poucos materiais de acabamento, optando por piso de mármore travertino para os ambientes sociais, soalho no pavimento superior e deque de madeira nas áreas externas.

Texto de Nanci Corbioli
Publicada originalmente em PROJETODESIGN
Edição 382 Janeiro de 2012

O vazio entre os guarda-corpos está reservado para a instalação de um elevador cilíndrico a vácuo
O vazio entre os guarda-corpos está reservado para a instalação de um elevador cilíndrico a vácuo
A escada vazada e a passarela dão plasticidade ao átrio
A escada vazada e a passarela dão plasticidade ao átrio
Vista da passarela que interliga os dois blocos superiores. Na ala íntima, o piso é revestido por madeira
Vista da passarela que interliga os dois blocos superiores. Na ala íntima, o piso é revestido por madeira
A claraboia e os grandes panos de vidro proporcionam muita luminosidade natural aos ambientes
Corte esquemático
Corte esquemático
Croqui
Fonte: Arco Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário