quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Se inspire para construir sua casa

 (Foto: Nelson Kon)
Manter as majestosas palmeiras e outras árvores frondosas no terreno de 1.029 m², a um quarteirão de uma das avenidas mais movimentadas de São Paulo, era um dos desafios dos arquitetos do escritório Reinach Mendonça. Soma-se a isso o desejo dos moradores – um casal e duas filhas adolescentes – de possuir uma casa ampla com a maior área de lazer possível. “Como eles praticam natação, era importante ter espaço para a piscina com uma raia de 25 metros”, diz o arquiteto Henrique Reinach, um dos responsáveis pela obra. Para atender a esses pedidos, a solução encontrada no projeto foi organizar todos os cômodos em quatro pavimentos, incluindo o grande subsolo. Resultado: a construção soma 1.350 m2. “Embaixo, há uma garagem para 10 a 12 carros, garantindo vagas também para as visitas, além de uma adega, uma cisterna, a central de automação, as dependências de empregados, depósitos e parte dos serviços”, explica ele.

 (Foto: Nelson Kon)
As estruturas metálica e de concreto permitiram os grandes vãos livres no térreo. E o fechamento da área social com painéis de vidro tornou plena a integração com o extenso jardim. “O corpo principal da casa é bem solto do chão porque possui o apoio dos pilotis e das vigas de aço. Ao abrir a porta de entrada, já se tem uma visão da sala inteira e até da área externa nos fundos”, afirma Henrique. Na lateral, uma empena de concreto, que termina em balanço, protege da insolação forte o living, principalmente na sala da lareira. Como prolongamento da sala de jantar, a varanda gourmet está em espaço aberto entre os pilotis que sustentam os pavimentos superiores. No segundo piso, ficam as quatro suítes e a sala íntima. “O acesso a todos os andares é realizado por elevador ou por escada única, que é confinada entre paredes para ser usada tanto pelos moradores, socialmente, como pelos empregados”, conta o arquiteto.

 (Foto: Nelson Kon)
A circulação entre as suítes acontece no mezanino, que é protegido por guarda-corpo do living com pé-direito duplo e termina na sala íntima. Essa sala e a suíte do casal dão para uma varanda criada em recuo na laje com cobertura de chapa metálica perfurada e vidro. “Usamos bastante esse tipo de pergolado. É uma solução para não bloquear totalmente a entrada de luz natural nos ambientes”, explica Henrique. No último andar, ele instalou a academia de ginástica e a sala de lazer usada pelas filhas do casal. “Para ficar mais leve, esse pavimento possui apenas estrutura metálica”, diz o arquiteto, que deixou um terraço ao redor. “Fica na altura da copa das árvores. Dali, os moradores têm bela vista do entorno verde do bairro nos Jardins.”
 (Foto: Nelson Kon)
 (Foto: Nelson Kon)
 (Foto: Nelson Kon)
 (Foto: Nelson Kon)
 (Foto: Nelson Kon)
cc (Foto: Casa e Jardim)

Fonte: Casa e Jardim

Nenhum comentário:

Postar um comentário